terça-feira, novembro 20, 2007

Um grupo de 29 pessoas foi libertada, em uma madeireira no Rio Grande do Sul, pela polícia. Trabalhavam em condições similares à escravidão. O curioso é que a DRT não divulgou o nome da madeireira "para não atrapalhar as negociações". Negociações? que porra quer dizer isso?

Ou então, como tenho certeza, para proteger o nome do dono. A empresa é em Cacequi. Alguém arrisca?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics