sábado, outubro 13, 2007

Certa vez um general grego, Pirro, venceu uma batalha contra os Romanos com um número considerável de baixas. Ao receber os parabéns pela vitória, tirada a ferros, teria dito, preocupado: "Mais uma vitória como esta, e estou perdido".

Comparo isso à licença temporária-mas-nem-tanto de renan da presidência da casa de tolerância. De repente o nobre $enador se toca? Muito estranho. Imagino qual deve ter sido o acordo para tal gesto magnânimo. Ou o tamanho da trolha na qual os opositores devem ter sentado. A única coisa que dará realmente um verniz de "ética" para aquele puteiro é a cassação. Qualquer outra coisa é pura pirotecnia.

Vamos ver quem tem "tomates" para cassá-lo.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics