quinta-feira, outubro 18, 2007

O conselho de ética, essa paradoxal entidade da casa de tolerância, defende o arquivamento da representação do PSOL contra o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG).

A razão, muito simples, é que se refere a supostas irregularidades cometidas antes de seu atual mandato. Parece, de acordo com o presidente daquela zona (que é do PMDB, alô Letícia eheheh) que há jurisprudência no conselho pelo arquivamento de denúncias que ocorrem antes da posse do parlamentar.

Nada como legislar em causa própria. Como todos sabem os podres que tem por que deixar espaço para serem processados? Assim, o PMDB afaga as costas do PSDB que, por sua vez, não irá espernear muito se o renan "se você sabe que não tem saída larga, não engula coco de tambacumba" calheiros não renunciar.

Viva a putaria política.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics