segunda-feira, outubro 15, 2007

Oa marketeiros venderam e todo mundo comprou a idéia que Floripa é o paraíso, a Ilha da Magia. E Santa Catarina é abençoada por Deus. Mas tenho a obrigação fazer singelos e oportunos alertas:

1) O trade turístico do estado de Santa Catarina começa a se preparar para um verão atípico, com 15 dias a menos (carnaval bem no início de fevereiro). Leia-se: Aumento dos preços das diárias, petiscos, restaurantes, bebidas, produtos do supermercado etc. Podem se preparar para coçar o bolso. Isso afeta diretamente a ilha.

E não podia deixar de citar uma anta local: A presidente do Sindicato de Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares de Balneário Camboriú, Karina Peters, diz que há uma luta antiga do segmento para que o calendário escolar seja revisto. "Queremos que haja uma unificação e que todos os anos as aulas comecem em março para que a gente não perca a parcela de público que tem filhos nas escolas", explica. O país com sérios problemas de educação e a desgraçada olhando pro seu próprio umbigo.

2) A CELESC, distribuidora de energia, assume que neste verão teremos sérios problemas de fornecimento de energia. Preparem-se para cervejas quentes e produtos perecíveis perecidos. Cuidado com o que consomem. Tragam seu estoque de papel higiênico (leiam a razão no item 1).

3) E, como sempre, o norte da ilha continuará com o crônico problema de água e saneamento. Até pouco tempo atrás, na rua das Gaibostas, na praia do ingleses, era possível admirar o esgoto a céu aberto (não sei se corrigiram o problema mas acredito que não). E faltará água tão certo como não ganharei na mega-sena. Preparem-se para o bodum pós-praia. Aliás, cenário dos horrores, hordas de argh-entinos sem banho. Deus nos salve.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics