domingo, setembro 02, 2007

Coppola andou pela ilha da magia procurando locais para comprar. Pretende construir um resort de 30 mil metros quadrados. A preferência é por locais selvagens e, de acordo com as sábias, tranquilizadoras e proféticas palavras da corretora que o atendeu, "ele é apaixonado pela natureza e acredito que a última coisa que ele pretende fazer é estragar as belezas naturais". (fonte DC Online).

A ilha está tomada por empreendimentos nababescos, invasivos e destruidores. Alguns ilegais, se não todos, como foi levantado na Green Coin Operation da PF. Os poucos locais que sobraram, considerados selvagens, são encostas de morro densamente arborizadas. Como é que vai contruir um resort sem destruir tudo? Tá legal que ele é cineasta, mas nem o Spilberg conseguiria esse efeito especial.

Enquanto isso, por onde andam os indiciados?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics