sexta-feira, agosto 10, 2007

O nosso ás-no, que está(?) no "comando" da economia do país, saiu-se com esta pérola: "A turbulência nos mercados financeiros globais poderá ter o efeito muito positivo para o Brasil. Passada a turbulência, os capitais vão procurar fazer investimentos mais seguros nos países sólidos e certamente hoje o Brasil está entre eles", afirmou, em Brasília.

Só não explicou é o que vão fazer durante a turbulência. Se o mundo caminha para uma crise de liquidez, mesmo que seja de curta duração, e é de conhecimento que investidor de risco, do qual o Brasil, com suas honestas taxas de juros, atrai como urubus em carniça, é que nem galinha quando entra raposa em galinheiro, será que ele vai ter "cojones" para encarar a debandada?

Se bem que "não saber" não é nenhuma novidade.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics