segunda-feira, agosto 27, 2007

Na Folha de hoje saiu um estudo interessante sobre a forma encontrada pelo PT para financiar os rombos inexplicáveis em suas contas. O volume de contratações para cargos de confiança, eufemismo de "colocar pela janela apadrinhados políticos", deu um salto gigantesco nesse segundo mandato. Isso significou uma renda anual de quase R$ 3 milhões, só no ano passado. Pelo caminhar da coisa esse ano vai ser um recorde. Politizaram a administração pública, polarizando no PT.

Nada como ter fiéis.

Em tempo: Estou quase convencido que Lula e seus asseclas não estão nem aí para revolução bolivariana nem CUbanização do Brasil porra nenhuma. Em um país onde banqueiros lucram indecentemente e empresários, de certos setores amigos, estão arrebentando a boca do balão, fica cada vez mais difícil acreditar que eles irão jogar toda a mordomia e poder pela janela em prol do povo. No máximo iremos continuar pagando a conta (soos elite não se esqueçam), os necessitados continuarão felizes com suas esmolas (e fazendo filhos para mamar mais e mais na teta pública), a militância petista irá se iludindo e o resto que se foda.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics