sábado, julho 28, 2007

Depois dizem que aquele papo entre a TAM e o (des)governo, sugerido no ex-blog do César Maia, é lenda. Um dos diretores da pANACa, o economista Josef Barat, que deve ser uma águia na aviação, pois foi contemplado, com um ano de relevantes serviços aeronáuticos com a medalha Santos Dumont, foi convidado a ser palestrante em Nova York. Era um evento patrocinado pela TAM, com todas as despesas pagas. O tema da palestra, "A visão da Anac quanto ao futuro desenvolvimento do setor aéreo e suas questões”, remonta aos ensinamentos do grande mago esotérico oportunista Heitor Caolho, a quem tenho a honra de psicografar. Fico imaginando uma palestra sobre o caos. "O fim está próximo", teria dito aos investidores americanos. "As comportas financeiras irão se abrir", profetizara. Com certeza o fim, ao qual se referia, não era o fim do caos aéreo.

É óbvio que tem mais coisa por trás disso, considerando, como li no G1, que ele tem uma relação antiga com a empresa aérea. A corregedoria da pANACa foi consultada à época. Disse que não havia nada de ilegal nesse promíscuo assunto. Se o exemplo deles for a comissão de "ética" da pocilga não é de se espantar. O que me espanta é que essa putaria já rola há um tempo e só agora estão fritando os caras.

Conveniente, não?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics