segunda-feira, julho 02, 2007

Uma manobra bizarra leva às mãos do acusado a decisão de arquivar seu processo. Por questões de semântica, o conselho de "ética" enviou, à mesa do $enado, o processo contra seu presidente. Romero Jucá, do PMDB, negou que, apesar da manobra protelatória, exista qualquer estratégia para retardar o processo contra Renan ou proteger o presidente do $enado de uma eventual cassação. Pqp. Isso é deboche. Somos todos uns babacas.

Queria eu realmente escrever, com propriedade e esperança, sobre a evolução do país. Acreditar na justiça e não na justissia. Ter a certeza que nossos representantes defendem nossos interesses e não os deles. Mas como não morri, ainda, e este tipo de milagre está muito além da capacidade de Deus, tenho que assistir, de camarote muito bem pago, essa ópera bufa que se transformou a política nacional. Sinto-me esticado, retorcido. O limite atingido. Até quando seremos alvo do escárnio desses filhos da puta?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics