sábado, junho 23, 2007


Cientistas do mundo inteiro, com destaque para os britânicos, e os curadores do prêmio Nobel descobriram que existem 645.895 motivos para se encerrar um blog. Um dado espantoso. Hoje enterramos mais um. O blog do Movimento Evolução. No começo até que a idéia parecia interessante, juntar cabeças indignadas para exigir que a pocilga usa-se de ética no trato da coisa pública.

Mas a natureza humana é bizarra e infelizmente o blog já nasceu torto.

Todos nós já escrevemos, apontando as sacanagens do (des)governo, nos respectivos blogs. O item adicional que seria propiciado pelo Evolução era criar um "portal" de comunicação com a mídia e centralizar o envio de nossos protestos, que muitos já fazem individualmente, para os nobres dePUTadOS e $enadore$. Quando começaram a colocar regras e, pasmem, definir papéis e títulos (fundadores, escrevinhadores, alfajores) me dei conta que uns e outros, que poderia nomear aqui mas prefiro que leiam o interessantíssimo post "blogs que me deixam puto", não tinham captado a mensagem. Com a sangrenta guerra que se seguiu, que gosto de lembrar de vez em quando para reafirmar que a vaidade é uma merda, muitos perderam o tesão. E o tempo, esse disgramado senhor, colaborou. Tempo é precioso e ficar discutindo quem é o fodão da parada irrita.

Somos todos culpados, e ninguém é culpado. Faltou aquele insight para mudar, afinal Evolução é isso. Uma lástima. Morreu jovem, embriagado e sozinho. Talvez renasça no dia do juízo final ou se alguns de "nozes" sacarem uma forma da coisa funcionar.

Ergamos então nossas taças de vinho francês, nossas canecas de chopp e nossos cálices de cachaça e façamos um brinde: "Ao Evolução, aquele que foi sem nunca ter sido".

O texto abaixo é do Hank nosso correspondente na sucursal de Antuérpia e completa esse post:

Eu nunca vi até hoje um enterro de anão. Um dia desses mostraram um bacalhau vivo, e por conseqüência sua cabeça. Mas enterro de anão pra mim é coisa inédita.

Anões andam com um baita prestígio, pelo menos na CBF. Basta ver que no banco da seleção, onde depois do fracasso na Copa trocaram a dupla Zangado / Soneca pelo Dunga. Creio que essa deve ser a razão dos resultados serem tão pequenos.

Os anões conseguiram até uma representação no sistema solar. Recentemente Plutão ganhou o status de “Planeta Anão”. Dizem que o homenageado não gostou muito de ser o “Nelson Ned da Galáxia” mas já está se acostumando com a idéia.

Algum tempo atrás ameaçaram enterrar alguns anões do orçamento, só que parece que o local das covas foi o mesmo do livro do Stephen King, e os anões picaretas saíram piores do que antes dos seus caixões.

Os anões reais protestaram: “Porra, já não basta chamarem a gente de “pintor de rodapé” e agora chamam a gente de ladrão?” Foi feita então um protesto em que não deu em nada. Daí para nossos diminutos amigos caírem pro terrorismo foi um pulo. Eles formaram uma seita ninja e começaram a exterminar políticos ladrões e salafrários.

Primeiro foi um que tinha uma cara caricata e berrava; “Meu nome é Fulano”. Foram envenenando o cara até que ele morreu de uma forma que parecia até “causas naturais”. Ninguém percebeu mas o destino deles já estava traçado.

Um importante senador baiano, célebre por manipular governos por décadas foi envenenado também. Dizem que ele não vai durar muito tempo não. Ele já até arrumou um neto para o seu lugar. Este sofreu um atentado feito por uma anã-gigante, mas ela fracassou e ele saiu ileso. Mas isso só adiou seu destino.

Segundo o “Controle”, importante agência secreta norte-americana, os anões estão para detonar uma operação conjunta com a Kaos e vão assassinar todos os políticos corruptos do Brasil nas próximas semanas.

Isso acontecendo, o blog “Movimento Evolução” deixará de ter sentido, pois com o fim da corrupção, não teria assunto para ser discutido. Sendo assim, para a felicidade geral da nação, parece que daqui pra frente o assunto será putaria (no bom sentido) para que os leitores não fiquem com saudade do que o Congresso fez com a gente nos últimos 100 anos.

Cheers,

Hank

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics