quarta-feira, junho 13, 2007

Leio na Folha que a China prendeu uma dupla de políticos. Esta dupla contratou um cego para projetar uma ponte, que partiu, ferindo 12 trabalhadores. Devem ser os mesmos que estão projetando o propalado computador bolivariano a ser comercializado na Chavezlandia. O sistema operacional será o “opensource” Lu Xshi xian. Para não ficar atrás dos computadores americanos virá com o pacote de aplicativos Ai Mu kai , composto do editor de texto Wei Man shang, a planilha eletrônica Ai Man shou e o gerenciador de apresentações Bi Man kai. O fato de que toda a população Chavezurrina terá que aprender mandarim não é considerado um obstáculo.

No resumo microscópico, tenho quase certeza que o Huguito vai querer empurrar esses avançados “computadores” goela do Lula abaixo, e nossa por tabela. Seremos então obrigados a aprender mandarim, o que vai ao encontro dos objetivos apedêuticos de aproximação com a China. E o pequeno Fidel irá encontrar mais uma forma de financiar a sua histeria.

Já que estamos falando do pequeno Fidel. A Chavezlandia resiste em reduzir tarifas de importação para os demais parceiros do Mercosul, atitude que imagino vise defender seu mercado interno da sanha gananciosa capitalista sul-americana. Fidel Filho pensou até em suspender as negociações com o Brasil por causa da falta de acordo nas tarifas. A brilhante solução, encontrada pelos nossos sagazes diplomatas, foi estender em 180 dias o prazo para que a Ciudad Del Chavez diga como vai reduzir as suas tarifas após a entrada em vigor do tratado de adesão ao Mercosul. Vão gostar de ser enrabados lá no Itamaraty.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics