terça-feira, maio 15, 2007

"Se com político cola por que não com artista?". Essa deve ser a pergunta que está se fazendo Norma Bengell, ao negar conhecimento de que está supostamente envolvida em supostas acusações de lavagem de dinheiro e evasão de divisas, bem como, uma suposta apropriação indébita. São 4 milhões de reais envolvidos nessa trama de 8° categoria entitulada "Eu não sabia". E com final nada feliz. Para o contribuinte.

Na esteira deste escândalo surge mais uma operação da PF. A "Black Rose Operation", deflagrada ontem, constatou o desvio de dinheiro de impostos na ordem de R$ 1,1 bilhão. Se a taxa cobrada pelo singelo esquema estiver na casa dos 20% os arquitetos deste chuncho colocaram, nas mãos e nos cofres privados, nada menos que US$ 110 milhões. Alguém tem idéia do que é essa montanha de dinheiro? É por isso que quando alguém mete a mão em 1 milhão de reais chamam-no de trouxa.

Pérola do dia: "Não serei candidato em 2010", disse o intrépido líder de combalido país sul-americano. Nem poderia.

Cadê o Vaticano que não vê isso?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics