terça-feira, maio 22, 2007

Florianópolis, a pérola do Atlântico Sul, a ilha da magia e o paraíso na terra é uma cidade curiosa. Uma das curiosidades é em relação às greves do setor de transporte urbano. Toda vez que tem greve, os motoristas e cobradores param às 8:00 da manhã e retornam às 17:00. O passageiro pagante é obrigado a descer no aterro, em frente ao centro da cidade, e se virar para chegar ao trabalho ou compromisso. Ganha o empresário pois a catraca não é liberada, garantindo o grosso da féria do dia, ganha o motorista "trabalhador" que se justifica dizendo que o prejuízo não é tão grande. E se dana o passageiro. A Setuf não acha estranho esse tipo de armação. Na minha opinião é isso que é, uma baita combinação.

E o passageiro se dana.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics