terça-feira, maio 08, 2007

Um dia pródigo em notícias bizarras.

A primeira é que o chefe do PCC saiu do regime “cana dura” em que estava. O interessante é que no G1 tratam o cara como "suposto" chefe. Pela ficha corrida deviam colocar em um buraco e jogar a chave fora.

O governador de Rondônia diz que é mais importante gerar energia do que salvar peixe. Com a palavra os ambientalistas.

O Rio, sempre o Rio, além de incompetente em coibir a violência urbana, aboliu a repetência no ensino fundamental. A justificativa foi a "opção por uma avaliação formativa, de caráter processual, que deve ser diagnóstica, dialógica, investigativa, prospectiva e transformadora". Uns incapazes de educar simplesmente dão as costas à responsabilidade e utilizando conceitos filosóficos obscuros saem pela tangente. Baita enrolação. Deveriam ser presos.

A Petrobrás deu um peitaço em Evil Imorales. "Ou dá ou desce", e até quinta feira sai o resultado. Só um cocalero para acreditar que, com o decreto assinado há poucos dias, alguma empresa iria ficar abraçada com esse demonho e investir dinheiro na Bolóvia. Espero que se danem.

E finalmente a tal CPI. Começam as votações. Ópera bufa isso sim. Um circo armado para jogar holofotes sobre uma cambada de porcos. E a gente pagando a conta. E acreditando que aquela porra é séria.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics