segunda-feira, abril 30, 2007

De Gaulle estava errado, não é o Brasil que não é um país sério. É o mundo. Um site que mostra, através de uma webcam, a maturação de um queijo cheddar bateu hoje, depois de 90 dias, a marca de 1 milhão de visitantes, de 119 países.

Deve ser tão emocionante quanto ver tinta secar. Vou matar um ornitorrinco manco e deixá-lo apodrecendo on-line. Deve ter o mesmo ibope.

Esse povo merece mesmo o mundo em que vivem. VTNODC

Update - 30/04

O CAntonio me passou um nota bizarra que aliada, a mais uma, lida no Terra se tornaram irresistíveis.

A primeira. A cantora americana Sheryl Crow declarou, durante sua turnê nos EUA, que o uso de papel higiênico em grandes quantidades deveria ser proibido para proteger o meio ambiente. Ela sugeriu que cada pessoa use "apenas um quadrado em cada visita ao banheiro" (fonte BBC Brasil). Será um lobby dos fabricantes de sabão em pó bio-degradáveis? Ou de fabricantes de chuveirinho higiênico? Ou dos produtores de milho, afinal (né Lino) antigamente os estadunidenses utilizavam sabugo de milho para se limparem. Com o advento do bio-combustível haveria uma derrama de sabugos sem utilidade. E, em respeito aos meus leitores, nem vou comentar sobre o lado sexual da coisa.

A segunda. A atriz Mischa Barton, da série "The O.C.", confessou, à revista You, que o seu animal de estimação, Charlie, é o "homem" de sua vida. "Meu cachorro sempre foi meu namorado"..."Ele sempre foi meu homem número um e ele sabe disso", disse. (fonte Terra) Curiosamente o singelo "Charlie" é um gigantesco Dog Alemão.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics