sexta-feira, março 02, 2007


Sei que é assunto velho mas se passaram mais de 5 anos e o fantasma de Celso Daniel ainda ronda o PT. O Ministério Público de São Paulo quer o bloqueio dos bens do chefe de gabinete da Presidência da República, Gilberto Carvalho, do PT nacional e de outras seis pessoas que teriam participado de um suposto esquema de corrupção na prefeitura de Santo André entre 1997 e 2001. A quadrilha extorquia dinheiro de empresários e supostamente finaciavam o PT. Celso Daniel teria tentando barrar o esquema após descobrir que estavam usando o dinheiro para enriquecimento pessoal. Daí, supostamente, o motivo de seu assassinato. O interessante é que só quis denunciar depois dessa descoberta. Enquanto rolava grana para o partido estava tudo bem. Deviam processar o "de cujos" também.

A propósito, como é que um sujeito, suspeito de enriquecimento ilícito e assassinato, chega a chefe de gabinete da presidência da república? O RH do planalto é incrivelmente incomPeTente.

PS: Por favor não me venham com o papo que todos são inocentes até prova em contrário. Duvido que algum leitor contrataria alguém suspeito, de assassinato, para trabalhar em sua casa ou empresa.

Estou participando do Blog da Quinzena promovido pelo BlogNews. Dêm uma força clicando no banner ao lado. Obrigado.

Tem post novo do esotérico Heitor Caolho.

Não deixem de ler o blog do Movimento Evolução. Participem do fórum, cliquem aqui

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics