quarta-feira, março 07, 2007

Como é sabido por todos que sabem ler e interpretar textos, o que exclui petistas e afins, os bancos nunca tiveram lucros tão estupendos desde que estão sob a batuta do (des)governo apedeutico. Mas como todo bom banqueiro é um ser ganancioso por natureza e muito guloso, querem mais. Conseguiram, junto ao COPOM, um pleito que modifica a taxa da TR indexador da poupança. Traduzindo em miúdos, se a taxa SELIC, taxa de juros básica da economia e uma das mais altas do mundo, cair abaixo dos 12% o rendimento daquele investimento cai em média 0,5% ao ano. Pode não parecer muito mas é quase o equivalente a um mês de rendimento do suado dinheiro poupado pelos trabalhadores e ganhadores da mega-sena. Tudo isso para não prejudicar os fundos de investimentos(*), geridos pelos banqueiros. Ah, se subir a taxa de juros o rendimento sobe também. Mas ganha um doce quem apostar nisso.

(*) Uma outra informação reconfortante para quem investe em fundos de renda fixa ou variável. O gestor do fundo dos clientes é o mesmo cara que faz a gestão de rentabilidade do dinheiro do banco que é aplicado no mercado financeiro. Quem será que sai primeiro se um investimento dá errado? E se há uma análise boa, quem será que compra mais barato o título ou a ação?

PS: O FGTS também sofre com isso....

Update - 07/03 - 09:06

O lucro líquido dos bancos teve alta de 3,6% em 2006, se comparado a 2005, atingindo R$ 27,5 bilhões, segundo a Austin Rating, responsável pelo levantamento sobre os resultados de 48 bancos no ano passado.

Sem comentários....

Continuo com minha campanha pela vitória no concurso do Blog da Quinzena promovido pelo BlogNews. Dêm uma força clicando no banner ao lado. Podem votar todo o santo dia. É muito fácil. Cliquem no banner e lá no BlogNews na coluna da direita tem "Locais de Votação - Blog da Quinzena". Os votantes concorrem a um primoroso e valioso brinde by Jus Indignatus. Obrigado.

Tem post novo do esotérico Heitor Caolho.

Não deixem de ler o blog do Movimento Evolução. Participem do fórum, cliquem aqui

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics