sexta-feira, janeiro 05, 2007

Faltaram duas singelas bizarrices no post anterior que, por justiça aos seus promotores, tenho a obrigação de destacar.

Uma é a decisão da PanacA de não multar a TAM após a auditoria ter constatado overbooking. Mesmo comprovado que a empresa pisou muito na bola ficou por isso mesmo. Os lesados que vão reclamar com o bispo.

A segunda é uma pérola que só marketeiros petistas poderiam produzir. Pela cretinice e pela sacada genial para cobrir o rombo da campanha do Lula I. É o tal do "Banco do João". Colocar o nome de clientes, retirando uma marca que já tem quase 200 anos, é coisa de dopado. Vá lá que seria muito legal ver "Banco do Rayol", mas a marca "Banco do Brasil" é um patrimônio cujo valor é difícil de se estimar. Como imagino que o investimento nessa baboseira não deva ser pequeno, e o rombo na conta do PT também não o é, olha a fórmula sagaz encontrada para equilibrar as contas.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics