sexta-feira, janeiro 19, 2007

Enquanto os EUA se preocupam com o que acontece no Oriente Mérdio, em suas barbas, um movimento muito mais preocupante começa a tomar vulto. Vomito "O Pequeno Fidel" Chávez se torna o primeiro imperador latino-americano desde D. Pedro II. O congresso nacional venezuelano, que lá como aqui não estão afim de trabalhar, deram poderes absolutistas ao Minime. Nos próximos 18 meses o novo Napoleão irá governar sem restrições aprovando, sem precisar pedir licença, o que lhe dar na telha. De quebra diz que vai sanear o Mercosul, essa associação furadíssima inventada lá pelos idos de 1990 (correção by CAntonio).

Sugeriu ainda a estatização de setores estratégicos que atendam as aspirações de integração do bloco carnavalesco. Como fez essa bobagem em sua casa acha que em todos os países deveriam ser assim. O que me leva a pensar até que ponto o acordo do tal gasoduto trans-amazônico é realmente necessário, considerando a malha hidroviária existente. Estimular as hidrovias seria muito mais produtivo, estimularia a região, mais que enfiar a porcaria de um cano de 5.000 quilometros.

E o governo brasileiro acha tudo normal. Quero ver a reação de nosso intrépido molusco a esse fato. Irá seguir os passos de seu mentor?

(Não tenho nenhuma imagem de Vomito entubando o Lula então esse post vai sem imagem mesmo)

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics