terça-feira, janeiro 09, 2007


Vomito Chávez, o pequeno Fidel, se prepara para mais um exercício de democracia, bom-senso em relações internacionais e de soberania nacional. Está promovendo um acerto com sua base política para estatizar, ou nacionalizar ou demolir, as empresas de telecomunicações e de energia de seu estimado país. Tudo isso respaldado por emendas na constituição venezuelana. Curiosamente, pretende manter a parceria com empresas transncionais para exploração de petróleo. Mas pelo que entendi é um baita negócio cara-cu.

Imagino que como Fidel está morto, de direito ou de factum, Vomito queira assumir o papel na lacuna, medieval e retrógrada, que a passagem, desta para pior do "el comandante", irá deixar. E começou bem.

Um movimento perigoso e só sustentado por petro-dólares. É óbvio que ele não ia bancar esta se fosse pobre como Evil. Aliás, nem estaria lá.

(foto muito, muito estranha....)

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics