sábado, dezembro 02, 2006

Como bom e invonlutário contribuinte sou tungado numa grana preta pelo (des)governo sem a respectiva contra-partida. O Natal é a época que nós, pessoas da classe mérdia, estamos mais sensíveis às injustiças sociais e, portanto, propensos a abrir a carteira e contribuir com as mais variadas "listas de ouro". Como estou de saco cheio de ser enganado lanço a grande campanha "Natal sem panetone. O Lula que se vire sozinho". Nada de cestinhas aos porteiros, garis, carteiros, nem a qualquer outra classe profissional. O (des)governo que providencie.

(a imagem acima já está no tamanho certo 150x160)

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics