terça-feira, dezembro 05, 2006


A Daslu fez aquele escarcéu quando inaugurou um templo de consumo irreal. Sob uma agressiva campanha de marketing jogou na cara de milhões de brasileiros que não valíamos nada. Estacionamento ao preço de um tanque cheio. Milhares de seguranças. Lojas que vendem apenas para a fina flor dos abastados. Vendedoras ganhando tanto quanto juizes. Enfim, um escárnio.

Admito que fiquei puto. Mas para surpresa de todos, mas não para quem tem um mínimo de entendimento das coisas da vida, descobriu-se que a Daslu estava envolvida em um esquema de sonegação milionário. E óbvio, um investimento daquela envergadura US$ 200 milhões, só poderia ser pago com muita falcatrua.

Hoje leio, no Terra, que após sucessivas crises colocaram o tal "templo" à venda. Não pagam aluguel há mais de ano. Nem as multas decorrentes dos processos em que se meteram. Processos? Deveriam era prender essa quadrilha, coisa absolutamente estranha de não ter acontecido.

O mais bizarro é que ao final de tudo isso a dona irá vender seu negócio e ainda sairá com uma bela grana na mão. E viva o petismo.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics