sexta-feira, novembro 10, 2006


Depois de Marco Aulélio Gracinha, este fantástico representante da democracia mundial, ter feito os devidos salamaleques à imprensa, agora é a vez Marcio Thomaládacá Bastos, o adevogado criminal que as vezes se faz de Ministro da Justissia, operar a cortina de fumaça. O ministro disse ter "o maior respeito pela imprensa" e convicção que a liberdade de expressão "tem um valor indeclinável, com o qual não se pode transigir"(fonte Folha Online). Já que é assim por que não colocam a coleira nos seus seguidores, uai?

Mas o que tinha me chamado atenção na reportagem era que MTB aventou a possibilidade, remota e inescrutável, de que a PF, no afã de dar a devida satisfação à sociedade brasileira no caso do dossiê, tenha quebrado o sigilo telefônico da Folha na correria. Beleza, na próxima vez vão quebrar o sigilo de quem? O meu sigilo ou dos meus amigos leitores?

Isso que dá dar uma rapidinha.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics