quarta-feira, outubro 04, 2006

Conversando com vários eleitores de Lula entendi o que leva a um ser humano normal votar num bando de ladrões. Seguem abaixo minhas humildes análises e sugestões subliminares:

1) Corporativismo: Grande parte de eleitores são funcionários públicos ou, de alguma forma, dependem do dinheiro público para subsistir. Parentes e aderentes também valem. A percepção é que Lula fez pelo funcionalismo, e há de convir que até tem razão, muito pelos salários defasados. Não percebem, porém, que muito do que foi feito em contratações e aumentos o foram para agradar aliados. Um famoso senador, pródigo em caçar a liberdade de expressão, por exemplo, enfiou uma montanha de gente nos tribunais superiores.

2) Entreguismo: Outra percepção é que o que foi feito, com as empresas privatizadas nos 8 anos de FHC, foi entregar a soberania nacional a outrém. Não importa que um celular custasse US$ 4 mil ou que o sentido de ter uma empresa pública de mineração é nenhum. Nunca recebi um centavo de dividendos de nenhuma empresa pública. Essas empresas também recolheram impostos como outra qualquer. E nunca tivemos arrego, nos impostos cobrados, por se tratarem de empresas sustentadas com nosso dinheiro suado. A maioria tem medo de que entreguem a Petrobrás, o que não concordo também.

3) Alckimin é FHC: Como o governo de FHC implantou políticas que são seguidas pelos petistas Alckmin não seria um bom presidente. Meio bizarro. Alckmin não seria bom por ser continuista. E Lula seria o quê??

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics