segunda-feira, outubro 16, 2006


Quando o assunto é política externa e liderança continental o assunto sempre me dá engulhos. Se não bastasse a empáfia esvaziada, de nosso impoluto e glorioso Itamaraty, e para completar a completa e total subserviência, do Brasil, ao grande líder sul-americano, leio que a Venezuela, e não o Brasil, está concorrendo contra o relevante, arrojado, pragmático e destacado país da Guatemala na disputa pela vaga rotativa, sem manobrista, no Conselho de Segurança da ONU. Sei que Lula almeja vôos mais altos. Mais do que o Air Force 51 pode prover. Mas dá um tempo. Depois do fiasco na Bolóvia de Evil Imorales só faltava mais essa.

Sabe-se lá qual é a moeda de troca em tal apoio mas imagino o que deva ser...

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics