quarta-feira, outubro 25, 2006


Pelo andar da carruagem o intrépido líder apedeuta vai ganhar mais 4 anos de (des)governo. A lógica diz isso. A grana enviada aos "coronéis" diz isso. A Datafolha diz isso. Até Serra e Aécio Neves já contam com isso. A postura pró-ativamente "salve-se-quem-puder", desses dois últimos, não é de surpreender. Afinal sairam derrotados da batalha interna tucana para o pleito. O que me chama a atenção é que indo pedir a benção molusca estão mostrando que dois dos maiores estados do país estão à mingua. Ou então sabem que há muita grana pra rolar aos amigos do amigo e não querem perder a boca.

Lamentável. Mas não posso me furtar a apontar um erro crasso na estratégia leguminosa ao planalto central. Ficar de braços cruzados, quando o estado de qual foi governador, passou pela maior crise institucional que se tem notícia foi um puta tiro no pé. E é irônico que a oposição, mestres jedi nos meandros lamacentos da república, não tenham conseguido criar o fato para impeachment.

Ou será que não?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics