sábado, outubro 28, 2006

Amanhã é dia de eleição. Como até o leguminoso candidato do PSDB já está meio com jeitão de fim de festa estou esquentando as turbinas para sacanear, espernear, me indignar com os 4 próximos anos de (des)governo molusco. Volto a assunto já postado e re-postado. Nosso grande fiasco político no cenário externo. E externo daqui pertim. latino-américa. Imagino o que seriam as trapalhadas em âmbito mais poderoso.

"Tomara que a Petrobras entenda, tomara que os executivos da Petrobras compreendam que já não estão no reino das anomalias, que já não estão negociando com governos fantoches, que não estão frente a governos que renunciaram ao exercício de seus recursos naturais", afirmou Quintana. O ministro bolóviano não o escritor.

Essas são as palavras. E hoje é o dia final para a adequação, das empresas exploradoras de gás e petróleo, à pantomima engendrada por Evil Imorales. Esse importante e inescrutável líder latino-americano.

E a Marta Suplicy ainda acha que o apedeuta batráquio-molusco é um estadista. Só se for estadista de futebol...

PS: Não me canso de postar esta imagem. É simplesmente irretocável.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics