sexta-feira, julho 21, 2006

Desde que me entendo por gente, e lá se vão quase 44 anos, ouço falar na guerra do oriente mérdio. Não vou nem citar as escrituras onde contam que fariseus, hebreus, prometeus e fodeus se matam há milênios. Nas últimas décadas virou zona. Se matam meu irmão mato dois do inimigo, e se matam dois aqui custa a vida de 4 acolá. Agora leio, indignado, que a escalada militar na região se tornou guerra aberta. Não é possível que o sequestro de dois soldados israelenses valham a vida de milhares de civis. Será que o prazo de validade, dos armamentos, está vencendo e, no contrato de fornecimento, tem uma cláusula de reposição a preços bem camaradas (brimo garante) caso os originais sejam gastos matando os outros?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics