segunda-feira, maio 22, 2006

Este encontro entre o ministro da injustissia Márcio Thomaz Bastos com o banqueiro Daniel Dantas tem toda cara de operação "uma mão lava a outra e ambas lavam o rosto". O mais bizarro é a entrada em campo de luminárias (erro gráfico proposital considerando que são todos objetos ornamentais) do PT para justificar tal bate-papo. Negam peremptoriamente que estejam costurando um acordo de não-agressão. Bom, quando um caseiro, garçom, faxineira ou outra pessoa do tipo se manifestar a respeito realmente saberemos o teor da conversa.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics