segunda-feira, maio 29, 2006

Gilberto Gil, o seu ministro da "cultura", defendeu hoje, em Barcelona, a cultura hacker, na abertura do Congresso Global da internet que, durante quatro dias, analisará as tendências e desafios do mundo em rede. Para esse luminar, da cultura nacional, hackers são os "primeiros militantes da contracultura a ver no computador uma fantástica ferramenta de comunicação", além de serem "inovadores, resolverem problemas e exercitaremm a organização de cooperação mútua e voluntária, o que se encaixaria perfeitamente no espírito inicial da internet". (fonte Folha On line)

Legal! O "ministro" já admitiu que fumou maconha, mas tragou, durante bastante tempo. É sabido que o uso da maconha por longos períodos deixa o sujeito meio assim... retardado. Só um cara com os neurônios fora do lugar poderia dizer uma asneira dessas.

Faz o seguinte ministro: Deixa um deles invadir tua conta bancária e levar toda sua grana e depois nos conte sua opinião.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics