terça-feira, abril 18, 2006

Li no site da Luisa Rosa nota sobre o ex-guerrilheiro Cezar Benjamin. Corri atrás e a nota foi originalmente publicada no AOIL Notícias na coluna do Claudio Tognolli. Segue a íntegra da nota e tirem suas conclusões.

"A cidadania do vintém"

Quem mereceria as capas de todas as revistas do Brasil é o ex-guerrilheiro Cezar Benjamin. Coordenou as primeiras campanhas de Lula em 1989 e 1984. É sociólogo, mas sem posar de príncipe da sociologia autóctone, como foi o ex-presidente FHC. Tampouco é um liberticida, como alguns sociólogos do PT que amaram ter ouvido do presidente Hugo Chavez a baboseira estilizada, vomitada semana passada, segundo a qual o que se diz de Lula e do PT, agora, é um "bruhaha" encomendado pelas elites.

Benjamin apareceu no Canal Livre, da TV Bandeirantes, fim-de-semana passado, contando tintim por tintim porque deixou o PT. Vamos ao resumo do programa:

"1- Em 93, para retomar o comando do PT que haviam perdido e que reassumiram em 95 com a eleição de Dirceu para presidente do partido, Lula nomeou um desconhecido professor primário de aritmética de Goiânia, Delúbio Soares, para representante da CUT no Conselho do FAT. Era a mina."
"2 - O FAT é o Fundo de Assistência ao Trabalhador, com mais de R$ 30 bilhões do FGTS. Tem um Conselho, controlado pelo governo, do qual fazem parte as Centrais Sindicais, entre as quais a mais poderosa, a CUT, que é o braço financeiro do PT. O Conselho é quem decide os investimentos. O dinheiro do FAT."
"3 - No FAT, nasceu Delubio e sua furiosa capacidade de fabricar dinheiro, cujas cavernosas virtudes financeiras só Lula e Dirceu conheciam . Na campanha de Lula em 94, o estupefato guerrilheiro Benjamin descobriu que o grosso do dinheiro do partido vinha criminosamente do FAT."
"4 - Benjamin chamou Lula, Dirceu, o comando do PT e disse que aquilo era um escândalo inaceitável. Lula e Dirceu mandaram que em nome do partido ele esquecesse tudo. Benjamin não esqueceu, discutiu em reuniões internas e abandonou o PT. Foi a primeira grande perda de liderança do PT."
"5 - Já naquela época, Benjamin profeticamente disse a Lula, Dirceu e todo o grupo Articulação: "Isso aí é o ovo da serpente ". Era. Dez anos depois, Lula, Dirceu e o PT explodem, todos por causa do ovo da serpente, do dinheiro do FAT que apodreceu e emporcalhou o partido, o governo e o País. O pântano em que Lula e o PT afundaram não foi uma FATalidade."

Muito analista anda soltando a seguinte: Collor fez fora do penico muito menos que Lula. Mas apanhou muito mais, porque havia mexido com o bolso da classe média ao congelar a poupança, coisa que nem Fidel Castro fez quando da Revolução Cubana. Em verdade, as pessoas em geral estariam abaixando a cabeça para a crise de agora porque o bolso, em geral, se não vai muito bem, obrigado, pelos menos ainda carrega uns trocados. Ou seja: não mexeu comigo, quero que o resto se exploda.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics