quarta-feira, abril 26, 2006

Leio na Folha On Line que o Brasil tem um índice de repetência escolar maior que o Camboja. Este belo e impávido colosso registra 21% neste indicador superando apenas 15 países, dentre 45 pesquisados pela UNESCO.

Considerando que o (des)governo tem por política não repetir alunos imagino que esse indicador poderia ser bem maior. Explico, aliás qualquer professor de ensino público explica, o aluno vagabundeia o ano todo. Ao final passa de ano e faz reforço nas matérias que foi reprovado na série anterior. Burocraticamente ele passa de ano mas na prática estamos incentivando a criação de uma geração de semi analfabetos com diploma.

Imaginem no que isso vai dar se aprovarem a cota, para acesso à universidade, de 50% de alunos egressos de escolas públicas.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics