quarta-feira, agosto 31, 2005

Que o congresso nacional é um circo todos já sabíamos. E, pelas cenas protagonizadas pelo Severino Cavalcante e o Gabeira, somos todos os brasileiros os palhaços.

terça-feira, agosto 30, 2005

Um museu, criado e dedicado a não menos que Arnold Schwarzenegger, fechou suas portas por falta de dinheiro. Isso que eu chamo de surrealismo cultural. Quem, em sã consciência, iria perder seu tempo vendo aparelhos de ginástica, fotos e, quem sabe, as seringas usadas para injetar anabolizantes que o governador da Califórnia usou?

Bom, pelo menos o relator pediu a cassação do Roberto Jefferson. Estava realmente preocupado com um eventual "panos quentes" na estória. Vá lá que ele não conseguiu provar, cabalmente, que existe o mensalão. Mas receber R$ 4 milhões e ficar por isso mesmo seria demais.

O Tarso Genro pediu o boné. Cada vez mais fica evidente que o PT deixou de ser um partido democrático e pluralista para ser o partido de um homem só. E esse homem não é o Lula. Pelo visto as idas do Dirceu à Cuba estão rendendo bons ensinamentos.

E o presidente do BC afirmou que baixar juros não resolve. Ele está coberto de razão. O que resolve é coibir a roubalheira em que o país está metido. Alguém aí tem idéia do que seria economizado em impostos que nós, pobres cidadãos, pagamos se a peneira fosse fechada?

segunda-feira, agosto 29, 2005


Pausa etílica para profundas reflexões sobre a política nacional e nosso cotidiano (ehehehehe) Posted by Picasa

sábado, agosto 27, 2005

E o seu presidente Lula também está chateado. "Eu ando chateado, sofrendo muito quando eu vejo denúncias, insinuações e nenhuma prova que até agora possa condenar uma pessoa" (sic) (fonte: Folha on line). Realmente senhor presidente, até agora as provas não conseguem condenar uma pessoa. Condenam várias. Ou o senhor está se referindo ao bode expiatório que busca desesperadamente para livrar a cara da sua camarilha?

O seu presidente Lula pede calma e paciência. E que não perca a esperança no governo. Eu não perco a esperança no governo não. Tenho esperança que dezembro de 2006 chegue rápido e ele termine logo, sem muito alarde, que esta corja volte para o buraco do inferno do qual saiu.

Ele também disse: "A minha consciência é tranqüila, porque conheço a qualidade ética e moral do nosso povo. Vocês não podem, em nenhum momento, achar que não vale a pena participar da vida política. Vamos deixar as coisas acontecerem. Aquilo que for mentira vai aparecer, aquilo que for verdade vai aparecer. Nada de ficar mais incomodado do que já estamos". O que diabos ele queria dizer com isso?? Não foi ele que outro dia disse que ninguém tem mais autoridade ética que ele? Ou ele quer dizer que a nossa qualidade ética é péssima e rasteira?

E nossa participação na vida política é obrigatória. Temos eleições de 2 em 2 anos. Ou então nos movimentarmos para fiscalizar, cobrar e expulsar os maus políticos. Que pelo visto são todos.

Boca fechada não entra mosca!

quinta-feira, agosto 25, 2005

O Severino, nosso bravo e ilibado presidente da câmara de dePUTAdos, quer que a mídia não veicule mais cenas de nudez e sexo na televisão etc. Então o negócio é assim:

- Ver os seios da Débora Secco é imoral. Trabalhar só três dias no congresso não é.

- Ver a Sonia Braga nua em uma reprise antiga de Dona Flor é imoral. Salário mínimo a 300 contos não é.

- Assistir a Angelina Jolie transando com o Antonio Bandeiras é imoral. Receber mensalão não é.

- Ver a Sharon Stone cruzar as pernas é imoral. Ser eleito com verbas de caixa 2 não é.

- A Vera Fisher nua é imoral. Ser eleito presidente da câmara com a promessa de aumento para parlamentares não é. (nota Jus Indignatus: com toda a celulite dela acho que é imoral mesmo...)

- A nudez da Sheila Mello é imoral. Agora explorar os fiéis com dízimos e ser pego transportando milhões em dinheiro em um avião não é.

(extraído do blog Notas do Velho Safado - link ao lado)

Li, na Folha on line, que o Lula disse que não vai renunciar, como Jânio Quadros, nem se matar, como Getúlio Vargas. Jânio era um porra louca que só no Brasil poderia ter sido eleito. Aquela estória das vassourinhas e bilhetinhos é ridícula. Já Vargas teve uma forte atuação na política brasileira. Vá lá que ele foi responsável por um dos piores períodos políticos na história, ter flertado com o nazismo (Anauê!! lembram?) entre outras cositas. Nesse ponto reconheço que não sou um sábio na história brasileira.

Em resumo, uma pena que ele não tome nenhum dos caminhos. Mas pensando bem, sobrando o Severino melhor assim.

quarta-feira, agosto 24, 2005

Para quem gosta de uma boa dose de mistério vale a pena acessar o link abaixo.

http://www.pentagonstrike.co.uk/pentagon_bp.htm#Main

As conclusões cada um tire por si. Na minha opinião o governo americano ter ou não abatido os aviões não faz muita diferença. Ou faz?

(o link é contribuição do meu amigo Everson Feuser)

Li este texto na coluna do Roberto DaMatta, no Globo on line. Não sei se é verdadeiro mas é muito interessante (os grifos são meus).

"O assassinato de nossa irmã Dorothy Stang — mártir, Cidadã Paraense do Ano e agraciada com o Prêmio BOA de Direitos Humanos — por fazendeiros e madeireiros implacáveis e indiferentes às leis ainda é um choque terrível para todos nós, seus oito irmãos, assim como para milhares de irmãs da Ordem de Notre Dame em todo o mundo, para a CPT, o MST, o CNS e milhões de cidadãos respeitadores da lei que amam o Brasil.

Dorothy Stang foi uma grande bênção de Deus a seu país. Ela acreditava no senhor, em seu governo, suas leis, seu povo e na grande Floresta Amazônica. Dorothy dedicou 39 anos aos pobres, aos sem-terra e aos marginalizados do Brasil. Aos 73 anos de idade, ainda lutava pelo direito dos pobres de fazer parte da sua grande economia brasileira — mas era ridicularizada por pessoas que desprezam a lei, madeireiros, pistoleiros, o prefeito e a estação de rádio de Anapu, a polícia local, seus funcionários corruptos no Incra e no Ibama e o consórcio de fazendeiros que, na opinião de muitos, pagou aos pistoleiros para assassinar nossa irmã. Embora tenha recebido muitas ameaças de morte nos últimos anos de sua vida, nossa irmã continuou, corajosa, no caminho da justiça e da verdade, nunca hesitando diante da tarefa monumental que se colocara.

Os senadores encarregados de investigar o assassinato de Dorothy recomendaram que o caso dela fosse levado à Justiça federal. (...). Ficamos chocados e consternados ao ouvir, em 9 de junho, a decisão unânime do Supremo Tribunal de Justiça rejeitando a federalização do caso. Se esse não é o tipo de caso que merece chegar à esfera federal, não se sabe qual caso o seria, em vista do longo histórico de impunidade no Pará. Será que pode haver alguma dúvida de que o caso de Dorothy diz respeito ao abuso de direitos humanos? Que provas o Pará nos ofereceu de que a justiça será feita? Que apoio o Pará está dando aos pobres e sem-terra?

Nós o desafiamos a mostrar que o senhor apresentou os melhores argumentos possíveis para defender a federalização do caso de nossa irmã.

Imediatamente após a morte de nossa irmã, o senhor prometeu ao mundo enfrentar a impunidade no Pará. Ao mesmo tempo em que nos sentimos reconfortados ao ouvir seu compromisso de castigar os assassinos de nossa irmã e destinar terras aos sem-terra e às áreas de conservação, temos visto muito poucas ações concretas. Consta que, em abril, a rádio de Anapu teria declarado que Dorothy era má e que as tentativas feitas por algumas pessoas de terem suas terras legalizadas seriam barradas. (...).

(...)

(...) Dorothy amava o povo brasileiro e não tinha medo de falar abertamente em favor do que é certo e justo. Não podemos esperar o mesmo do senhor? (...)

(...)

Temos grandes esperanças no senhor, em seu governo e sua população. Aguardamos com prazer a possibilidade de o encontrarmos quando o senhor tiver respondido a esses desafios.

Nota Jus Indignatus: Se eles tem esperanças que esperem sentados.

Depois do Playcenter, em São Paulo, promover a noite de terror para o público gay, agora é a vez do parque da Disney na Califórnia promover a sua. É o chamado "Gay Day 2" (traduzindo: gay dei para, e não me perguntem pra quem). Como o uniforme, obrigatório, das bonecas é vermelho imagino que agora irão soltar, diferentemente de sampa onde foram soltos bandos de skinheads, uma manada de touros miura.

Depois dos dólares na cueca nossos bravos e criativos contraventores aderiram à moda. Esta semana foi preso um sujeito carregando mais de 400 pílulas de ecstasy na sua roupa debaixo. É o esctasy underwear fashion week. Fico pensando aqui nos pobres viciados tomando a "balinha". Eca! (aliás, bem feito).

E acabo de ler na Folha on line que um índio Cinta-Larga foi preso carregando diamantes na mesma. Apesar de que não entendi muito bem o que um índio fazia de cuecas. Vai ver foi aí a pista que levou a polícia a suspeitar do camarada.

O que mais irão carregar?


Registro do primeiro atentado terrorista em Floripa. (a foto é cortesia do meu amigo Everson Feuser) Posted by Picasa

terça-feira, agosto 23, 2005

Lendo o post "Mais TURISMO GRÁTIS, com NOSSO DINHEIRO!" do blog VOX LIBRE fiquei impresionado com a estatística ali desenvolvida. Vale a leitura.

Fui almoçar em um restaurante italiano aqui perto do trabalho. O dono do estabelecimento é italiano da gema, além de morar uns 5 anos nos states, e como ando meio pê da vida resolvi tomar umas e outras, leia-se Bohemia Weisser, e para meu espanto não tava tão cara assim comparando com o supermercado local. A explicação fez o maior sentido:

-"Ricardo, disse o dono, compro no mercado mesmo para não pagar imposto."

O mais engraçado que dei toda a razão ao cara. Eu, pobre assalariado, não posso sonegar um mísero centavo. Pago, além dos impostos, a escola da minha filha, o plano de saúde da família e não tenho a menor segurança pública. Pratico jiu-jitsu por isso por sinal.

Tudo isso pra ver o dinheiro do meu imposto sustentar essa cambada de vagabundo, pagar as putas que eles comem (e pelo medo que eles tem da tal agenda da cafetina to começando a desconfiar de quem comeu quem nessa estória), a escola dos filhos dessa corja (que ainda se acham no direito de ter depressão por causa das falcatruas que os pais cometeram).

Pqp.

segunda-feira, agosto 22, 2005

A brincadeira relatada reduz em R$ 70 milhões o prejuízo geral do setor de distribuição de energia. Bota aí o padrão de 6% de comissão. É um belo incentivo não acham?

Estou lendo, na Folha on line, que um erro de uma pesquisa de satisfação do consumidor de energia de 2004 levará ao seu descarte e, por consequência, o uso do resultado de 2003. A sacanagem é que, no índice de 2004, houve uma forte queda do nível de satisfação em relação ao ano anterior. Resultado: Apesar deste ser um importante componente na cesta que define o reajuste de sua luz elétrica teremos um aumento acima do esperado apesar da queda da satisfação. O pior, quem teve seus índices de satisfação aumentados, de 2003 para 2004, será também penalizado com um aumento menor. É o célebre caso do menos é mais e mais é menos.

Se não tem maracutaia nessa saio de baiano na praça XV aqui de Floripa.

domingo, agosto 21, 2005

Acompanhei a coletiva do Palocci a respeito do super-mensalão que, supostamente, recebia do esquema do lixo. O cara não é fraco. Com certeza a assessoria dele é bem melhor do que a do presidente. Foi rápido em responder e eficiente nas respostas. O mais engraçado é que a "esquerda" acredita que ele esteja blindado pelo setor financeiro. Essa é uma das coisas sui generes desse (des)governo. Um petista blindado pelos financistas, pelos que sangram o setor produtivo. Chega até a ser engraçado. É importante lembrar que ele não é a figura central dessa política maluca que estamos vivendo. Ela sobreviveria por si só. A não ser que o mensalão seja pago pelo setor financeiro para manter os juros nos níveis que estão. De qualquer forma esse Buratti mexeu em vespeiro grosso.

PS: E cá entre nós, este termo "blindado" é o mais escroto que já vi.

sábado, agosto 20, 2005

E o Marcos Valério entrou com uma ação na justissia para cobrar R$ 93,5 milhões do PT. Deve ser a primeira vez, na história, que alguém processa para reaver dinheiro de roubo.

Nessa confusão toda o Henrique Meireles ter, supostamente, sonegado os impostos de ganhos lícitos, que teve como banqueiro, representa o menor dos males. Será que todos os envolvidos nessa roubalheira vão ganhar status de ministro para se livrarem da punição?

quinta-feira, agosto 18, 2005

Aproveitando uma carona no VOX LIBRE onde foi postado, com o título acima, entre outras coisas a nota que "o dinheiro "sujo" do VALERIODUTO foi usado, inclusive, para patrocinar "bacanais" envolvendo parlamentares e "garotas de programas" em luxuosos hotéis de Brasília".

Perguntar não ofende: Se eu pago imposto, que por sua vez é arrecadado pela Receita Federal, que por sua vez repassa ao Tesouro Nacional, que por sua vez está vinculado ao Ministério da Fazenda, se eu contratar uma 15 garotas dessas, que recebem dinheiro público, posso mandar a conta pro Palocci?

Acabo de ler uma triste notícia. O Dr. Ilton Dellandrea, autor do blog Jus Sperniandi, resolveu descontinuar seu blog. Uma pena e uma perda. Ele tem uma rara habilidade para escrever e conseguia como poucos espelhar nossa indignação com as mais variadas coisas.

Desejo de coração que tenhamos o prazer e o privilégio de tê-lo de volta e que continue comentando aqui e nos blogs de todos os amigos.

Caraca, esse negócio de delação premiada está parecendo competição. O Marcos Valério quer, o Toninho Barcelona quer, o ex-assessor do Palocci quer e agora o Maurício Marinho também quer. Até na hora de delatar nego quer grana. Quem será o grande vencedor? Vote, participe.

Pelo menos, por causa do Maurício Marinho, agora o Roberto Jefferson vai ter o seu quinhão de culpa, pois só faltava ele sair de mocinho no meio dessa bandidagem toda. E o brasileiro é tão babaca que aplaude um pulha desse no Jô só por que, mestre da oratória, resolve cantar, desafinadamente, uma música.

quarta-feira, agosto 17, 2005


(contribuição do meu amigo Carlos Sá) Posted by Picasa

terça-feira, agosto 16, 2005

Como se não tivessem mais nada de melhor pra fazer tramita, no congresso nacional e de autoria do deputado José Divino (PMDB-RJ), proposta de lei que propõe a ampliação da cobertura de latas de cerveja, refrigerantes e sucos. Na realidade é colocar um tampão de látex. Tudo bem que cerveja é invenção do diabo mas daí obrigar a beber de camisinha é sacanagem. E o mais triste é que ao menos outros dez projetos tramitam na Câmara dos Deputados e prevêem a ampliação da proteção das latas com alumínio e plástico.

Pqp. O país nessa confusão e ao invés de votarem algo relevante ficam gastando tempo com essas bobagens. Ao invés de criarem regras claras para a fiscalização da higiene dos estabelecimentos ou propiciar acesso das população a rede de esgoto e água encanada querem ir no mais fácil. E mais caro. Tua cerveja e teu refri pessoal vai ficar mais caro por conta desta baboseira.

Em tempo: Se alguém tiver curiosidade vejam nos sites das câmaras municipais a quantidade de requerimentos inúteis que nossos bravos vereadores fazem. Aqui em Floripa o campeão é mudança de nome de rua.

Em reunião com o gabinete da crise ontem pela manhã no Planalto, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva considerou mais conveniente ao atual momento político não fazer, pelo menos por hora, novo pronunciamento à nação, não convocar o Conselho da República e articular uma operação pela derrubada do salário mínimo de R$ 384, aprovado no Senado.

Essa política de avestruz é interessante. Quem não aparece não é lembrado, logo não é atacado. Li uma vez que no Brasil o sujeito, quando enrolado, só é famoso por 15 dias. E que faça todo o possível para não ser lembrado no 16° dia. Lula só esquece que é o presidente da república, que o pronunciamento que fez para explicar o inexplicável foi pífio e que, ainda inexplicavelmente, não forçou o PT a expulsar a corja que está metida na roubalheira.

Em tempo: Diz a lenda que nobre senadora terá muito que explicar quando forem mais fundo na investigação sobre a distribuição do dinheiro do caixa 2. A conferir

Em tempo 2: Por falar nisso, que fim levou a investigação sobre os milhões nas malas que ex-pefelista levava para pagar as contas da IURD?

segunda-feira, agosto 15, 2005

Sou fã incondicional de um bom livro de aventura. E quando vai para a telona (ou no meu caso telinha) fico inquieto em ver quais as soluções que os cineastas encontram para as passagens dos livros que leio.

Por exemplo, Duna. Na primeira versão do Dino de Laurentis o filme ficou uma porcaria. O que me levou a concluir que este cara é um grande canastrão. Já a segunda versão ficou muito mais fiel e recomendo.

Neste final de semana passou na Net o filme, baseado no livro de Patrick O'Brian, "Mestre dos Mares - O lado mais distante do mundo". O autor era (faleceu em 2000) um dos mais renomados romancistas sobre a época napoleônica. Escreveu 18 ou 19 livros narrando as aventuras do capitão Jack Aubrey. Para quem gosta de ler e viajar no tempo recomendo todos. Para quem não gosta muito de ler vejam o filme (vi 3 vezes nesse final de semana).

PS: No livro o capitão Jack vai à caça de uma fragata americana e no filme de uma francesa (fragata, não mulher). Preciosismo de aliados que não tira o brilho do filme, mas é engraçado.

Acabo de ler na Folha on line que o Severino Cavalcanti disse estar pronto para assumir a Presidência. Deus nos livre de tamanha desgraça. Esse sujeito representa tudo o que é pior do político brasileiro, se é que isso é possível. Antes importar terroristas para explodir o congresso do que deixar esse nepotista descarado ser presidente do Brasil.

O BB vai fazer uma "devassa" nas suas contas do marketing, além das operações envolvendo a Cobra Tecnologia e o Banco Popular. No caso da Cobra, com a mudança de governo, para o PT, houveram mudanças relevantes no organograma da empresa. Não entro no mérito se houve manobras escusas mas, com certeza, deslocaram uma quantidade enorme de pessoas para lá, nem sempre capacitadas, que de outra forma não encontrariam espaço em outras áreas do Banco e do governo. O caso do Banco Popular é mais grave. Gastarem uma fábula para divulgar um banco cujo público-alvo são pessoas de baixa renda é risível. E suspeito. Fora a manobra de colocarem os clientes de uma rede varejista como ativo.

Essa é uma das coisas mais doidas que existe no Brasil. Governo ter banco. E não me venham dizer que não rola favorecimento que rola sim. Se tem gente criativa é financista e com certeza sempre arrumam um jeitinho de burlar as normas.

Eu estou achando esse post com um tom muito sério mas vai assim mesmo.

Eu tinha uma cueca
Recheada de dinheiro
Um dia fui viajar
E acabei sendo preso no banheiro

Cuecão, cuecão
Protege mais que um bundão
Cuecão, cuecão
Leva a gente para a prisão.

Estou lendo no Globo on line uma reportagem com o Collor sobre o impeachment que sofreu. Disse que pensou em se suicidar na época mas foi demovido da idéia pelo Brizola. Como o segundo está morto jamais saberemos a veracidade do acontecido. E se foi verdade o Brizola prestou um deserviço ao Brasil. Sem dúvida Collor não faria falta nenhuma para a humanidade. E espero que ele realmente cumpra com o prometido de não se candidatar a nada.

sábado, agosto 13, 2005


Desejo a todos os pais que curtam seu dia e sejam presenteados com o carinho que vocês merecem. Posted by Picasa

Acabo de ler no site do Terra que o seu presidente Lula cogita sair do PT. Caso decida realmente pela troca de legenda para qual partido iria? PT Saudações? Por que simplesmente, caso ele realmente não tenha nada a ver com a roubalheira praticada pela quadrilha, ele não defenestra a "tchurma"?

Será o primeiro caso de um capitão abandonar o navio antes dos ratos.

(a notícia foi veiculada pelo jornal "O Dia", jornal sensacionalista do Rio, que até alguns anos atrás era impresso com tinta vermelha pelo conteúdo que noticiava)

sexta-feira, agosto 12, 2005


Grande síntese de nossa atual situação Posted by Picasa

No meio dessa confusão sem tamanho, ao invés do seu presidente vir a público prestar esclarecimentos à nação, ele foi se encontrar com quem? com quem? Sim meu amigos com o grande pilar da democracia, o Hugo Cháves.

E como ele, o Hugo, não tinha mais nada pra fazer foi dizer que a culpa do ataque ao presidente brasileiro "deve vir de algum centro de planejamento". "Na melhor das hipóteses aqui de dentro do Brasil, ou cuidado se não é de fora do Brasil." (sic) É isso mesmo, aquela dinheirama toda se materializou nas contas dos petistas e dos outros picaretas. Foi feito um trabalho de lavagem cerebral e alterada a memória de todos os envolvidos para acreditarem mesmo que eles receberam dinheiro de caixa 2. Como parece uma ação similar ao que foi feita com a seleção brasileira em 98 posso concluir que é um trabalho de alienígenas.

Pqp, meu gato pôs um ovo.

(a notícia saiu no site do Terra)

Tava lendo que o pessoal que deu o calote em um restaurante na Daslu não foi preso o que causou frustração em uma das participantes. Fetiche bizarro esse, rs. E falando nisso o valor pendurado foi de R$ 480,00 (dividido por 8 não foi grande coisa). Pelo que me lembro era o valor de uma taça de vinho lá. Estranho não? Bom, desejo que o "pendura" tenha sido aplicado em casas chiques e de restrito acesso a nós, pobres mortais e profissionais, que com certeza seríamos presos e espancados pela nossa brava polícia se fizessemos o mesmo.

Esta é uma singela homenagem ao dia dos advogados (e advogadas) do Jus Indignatus.

quinta-feira, agosto 11, 2005

E aproveitando. Nunca no Brasil os bancos obtiveram lucros recordes como nesse governo. Vá lá que tenhamos as maiores taxas de juros do planeta mas isso sempre foi assim e no (des)governo Lula a coisa alcançou níveis estratosféricos.

Duda chorou quando falou que se orgulha do trabalho, da carreira e dos prêmios que ganhou. "Talvez não tenha nenhum prêmio no mundo que eu não tenha ganhado", disse, emocionado. "Eu sou um cara honesto. A minha empresa é séria e eu pago os meus impostos", acrescentou. Pqp, o cara é enrolado com rinha de galo e ainda se diz honesto? Pagar impostos com o dinheiro dos outros é fácil, essa também quero. E peraí, se ele recebia dinheiro "por fora" que porra de imposto o disgramado pagava?

Se é só chorar vou cortar um monte de cebolas. Só a educação me impede de expressar o que se passa na minha cabeça.

Lembrei da letra dos Titãs postada abaixo nem sei por quê. Mas me pareceu tão a calhar com a canalhice que impera em nossas terras que tinha que postar. O mais engraçado foi que, apesar de lembrar da letra, não lembrava do nome da música nem a pau. Só o Google salva!!

Os presos fogem do presídio
Imagens na televisão
Mais uma briga de torcidas,
Termina tudo em confusão.
A multidão enfurecida
Queimou os carros da polícia
Quando estão fora de controle,
Não são as regras exceção
Não é tentar o suicídio
Querer andar na contramão

Quem quer manter a ordem?
Quem quer criar desordem?

Não sei se existe uma justiça,
Nem quando é pelas próprias mãos
Nas invasões, nos linchamentos
Como não ver contradição?
Não sei se tudo vai arder
Igual a um líquido inflamável,
O que mais pode acontecer
Neste país rico e no entanto miserável
Em que pese isso sempre há, graças a Deus
Quem acredite no futuro

Quem quer manter a ordem?
Quem quer criar desordem?

É seu dever manter a ordem,
É seu dever de cidadão,
Mas o que é criar desordem,
Quem é que diz o que é ou não?
São sempre os mesmos governantes,
Os mesmos que lucraram antes,
Põem a esperança lado a lado
Às filas de desempregados
Que tudo tem que virar óleo
Pra por na máquina do Estado.

Quem quer manter a ordem?
Quem quer criar desordem?

(copyright Titãs)

Li, no site do Terra, que cientistas britânicos, sempre eles, estimam que 4% dos filhos no mundo tem pais cornos. Ou seja, 1 homem em 25 ou teve seu esperma misturado com de outrem nas clínicas de fertilização ou foram vítimas da célebre pulada de muro. Pensando bem, no caso particular inglês, como as inglesas são feias pra cacete, isso beira a tara bizarra.

Estou lendo na Folha on line que nosso magnânimo senado federal aprovou o aumento do salário mínimo para R$ 384,00. Além de ser uma temeridade para as contas públicas e privadas que com certeza terão como conseqüência novos e criativos impostos que nós cidadãos comuns teremos que pagar, considerando a atual situação nacional me parece mais um tipo de seqüestro onde o (des)governo Lula é o refém.

E mais essa palhaçada agora...

quarta-feira, agosto 10, 2005

Estou lendo na Folha on line que cientistas britânicos desenvolveram uma nova técnica para diagnosticar o câncer de próstata. Esta técnica seria menos invasiva (na verdade nenhum pouco invasiva) e mais eficaz.

Qualquer comentário que eu faça é passivo de zoação então fiquem à vontade. Só posso dizer que minha esperança de não ser dedado aumentou muito.

A Globo, a Vênus Platinada, esse pilar da mídia televisiva, estuda, num insight magnífico, a criação de um programa infanto-juvenil comandado pela Grazi do BBB5, a mesma que saiu pelada na edição deste mês na Playboy. Considerando que ela afirma que o "ensaio de nu artístico" que foi feito era para que ela pudesse mostrar aos filhos, ela fará o programa também pelada?

Vale a torcida....

Nossos augustos e nobres representantes políticos trabalharam como nunca ontem, 14 horas sem tirar, e vêm fazendo isso todos os dias desde que começaram os trabalhos das CPI's. Muito heróico esse esforço. Porém, por que será que quando eles realmente tem que trabalhar, comparecer nas votações etc, o mesmo não ocorre?

terça-feira, agosto 09, 2005

Saiu finalmente a Playboy com a Grazi do BBB5. Vi as fotos e apesar dela estar pelada não mostrou nada demais, uma pena. O único senão é que o viado que ganhou o BB5 disse que, se ela não fosse sua amiga, ele cairia de 4 por ela (sic). Além da baba que ela botou a mão vai também ganhar uma grana preta com o segmento de ex-viados. Apesar que esse negócio de cair de 4 sei não, parece papo de boiola....

"Eu, Marcos Valério, não acredito em mensalão".

"Eu, Ricardo Rayol Braga, não acredito em Saci Pererê".

"Eu, Ricardo Rayol Braga, não acredito em Mula Sem Cabeça". (apesar de ter vivenciado um lance estranhíssimo em uma fazenda nos idos de 77)

"Eu, Ricardo Rayol Braga, não acredito em Papai Noel".

"Eu, Ricardo Rayol Braga, não acredito em Coelhinho da Páscoa".

Será que o Marcos Valério é o terceiro pateta?

segunda-feira, agosto 08, 2005

Acabo de ler na Folha on line que cientistas descobriram por que nós, homens, não ouvimos o que as mulheres dizem. De acordo com o estudo eles identificaram que as mulheres falam em um tom agudo e musical o que dificulta a decodificação por parte do cérebro masculino.

Uma das conclusões é que o cérebro dos homens "cansa", depois de um certo tempo, tentando entender o que elas falam. Outra é que na verdade não há má vontade em entender a fala feminina. Simplesmente o cérebro masculino se recusa a entender mesmo. Palavras como ir ao shopping, proibido, boteco, cerveja, ir ao bar com amigos foram as principais analisadas, sendo 100% rejeitadas.

Viva a ciência!!!

Quadrilha faz assalto milionário no Banco Central no CE. Segundo estimativa inicial da polícia, o grupo teria levado cerca de R$ 150 milhões --seria o maior assalto já ocorrido no país. O grupo foi identificado e era formado por José Genoíno, Delúbio Soares, Marcos Valério, José Dirceu e acobertado por elementos de uma suposta "Executiva Nacional".

Aguardem maiores informações...

domingo, agosto 07, 2005

Tenho acompanhado na mídia e nos blogs dos amigos a celeuma sobre o desarmamento. A maioria acredita que isto favorece os bandidos. Fiquei matutando...

Em primeiro lugar, quem são as pessoas que podem andar armadas? Quer dizer, quem podia andar armado antes da lei 10.826? É uma parcela significativa? Pelo que me lembro não era. Em segundo lugar, o tráfico de armas no Brasil, que abastece os bandidos, é uma realidade. Nossas fornteiras parecem uma peneira. Isso irá mudar? Duvido.

A conclusão que cheguei é que a gente pensa que estamos nos EUA. Esse país pacífico e ordeiro onde todos andam armados. Sério mesmo. A impressão que me dá é essa. Alguém realmente acredita que essa estória de desarmamento tem a ver com mocinhos e bandidos? Alguém já passou por uma situação onde teria o sangue-frio, se armado, de reagir a um criminoso? Ou conhece alguém que tenha passado? Pô, quando o bandido ataca ele já se decidiu. Nós, pobres cidadãos pagadores de impostos, temos uma ética inerente que nos impede de reagir na velocidade necessária a um ato de violência. Tive um amigo, exímio atirador, que andava armado o tempo todo, que numa tentativa de sequestro na Barra da Tijuca, foi morto por ter furado o bloqueio dos sequestradores. Uma única bala de fuzil AR-15 atravessou a blazer que pilotava e o atingiu, matando-o na hora. É até risível acreditar que todos viraremos Clints Eastwood se o desarmamento não for aprovado.

Mas, o único senão dessa estória, que não vi até agora ser comentado, e que um papo com meu amigo Everson deu uma pista, é o seguinte: Um povo desarmado é um povo que facilmente pode ser subjugado. Tanto internamente quanto por forças externas. Façam suas conclusões. E como gosto de dizer, estamos sobre o maior depósito de água doce do planeta e não bebemos petróleo, bebemos?

A propósito, uma pesquisa IBOPE do ano passado revela que 65% dos brasileiros acreditam que a violência diminuirá se aprovadas as medidas do estatuto. Pra quê fazer uma mobilização deste porte, que deve estar custando uma grana pretíssima, se é favas contadas?

sábado, agosto 06, 2005

A playranga Fernanda Karina desistiu de posar nua. O bom gosto agradece. (sem maiores comentários né?)

sexta-feira, agosto 05, 2005


Pra quem não viu. Genial!!!

(crédito para www.kibeloco.com.br) Posted by Picasa

Outra da Folha on line. A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), depois de receber críticas das distribuidoras de energia, admite agora mudar os critérios da revisão tarifária periódica das tarifas de energia. Esse processo de revisão acontece a cada quatro ou cinco anos, como uma forma de reequilibrar os contratos de concessão das distribuidoras.

Pqp, não entendi porra nenhuma. A gente não paga não sei quantos reajustes durante o ano (aqui em Santa Catarina pelo que me lembro vai ter um agora de 14%)? De que diabos eles estão falando? Se do jeito que está já é um acinte, imaginem se reduzirem a periodicidade...

Estou lendo na Folha on line que a justiça catarinense condenou o presidente da Sulfabril a seis anos de prisão. O regime é semi-aberto, isto é, ele não passa o tempo todo engaiolado. A pena é devido ao fraudes na venda e recompra de imóveis, além de cometer irregularidades em transações bancárias Entre agosto de 1996 e setembro de 1999 foram efetuados vários saques a favor de Fritzche, no valor total de R$ 3,3 milhões. Porém, o saldo credor dele, ao final de todas estas operações era de apenas R$ 651,43, o que comprovaria manobras de desvio de dinheiro.

Quer dizer, o cara meteu a mão na grana preta, deixou credores de sua empresa, e provavelmente os funcionários, a ver navios e apenas pega 6 anos de cana semi-dura (sem trocadilhos). Por que a justiça não aplica também uma multa? Recupera o dinheiro? Sei lá, qualquer coisa que valha uma punição exemplar.


Não sou brizolista. Longe disso. Nunca fui com a cara dele. Afinal morei no Rio e vi o que ele fez no estado e os rolos que arrumou. Mas se ele fosse vivo tenho certeza que toda essa confusão já estava nos finalmentes. Será o PDT a tábua de salvação? Por falar nisso, outro dia zapeando a TV me deparei com uma imagem dele mandando ver na verborragia. Pqp, que susto rs. Posted by Picasa

quinta-feira, agosto 04, 2005

De acordo com o Aurélio significa:

  1. Zombaria a que veteranos das escolas sujeitam os calouros; vaia, flauteio.
  2. Zombaria, intriga, indiscrição, em geral feita por telefone.
  3. Caçoada, zombaria, troça.
Quem nunca foi moleque que atire a primeira pedra. Quando era guri pequeno lá pelos idos de 1960, a diversão, quando não tinhamos nada melhor para fazer, era pegar o telefone, e escolhendo um número da lista, ligar com alguma brincadeira engatilhada. A minha preferida era a do açougue:

-"Alô. É do açougue?"
-"Não."
-"Mas como não? Eu acabei de ver uma vaca pendurada na janela?"

E desligávamos às gargalhadas. Hoje em dia com centrais digitais e binas é quase impossível sair ileso. E para quem não sabe os call centers que funcionam 24 horas tem sua cota de trotes, dos mais diversos, tarados e afins fazem a festa restando aos pobres atendentes apenas a esperança que o sujeito canse logo. (no meu ponto de vista isento é uma doce vingança pelo assédio que cometem com a gente...)

Com o passar do tempo deixei essa prática de lado. Mas tive contato com trotes mais refinados. Um clássico é a do advogado que liga para a antiga Telerj, hoje Telemar Rio, para pedir um reparo no telefone e caiu, obviamente sem saber, na mesa de operações de um banco de investimentos. Como toda ligação era gravada tive o prazer de ouvir, quase em primeira mão e ainda em fita K7, a zoação com o coitado. A frase "Você tem uma voz estranha, você é viado" ficou antológica. Vou preservar os nomes dos envolvidos (do advogado e do banco) mas atualmente esta gravação foi digitalizada e está disponível nos melhores sites do ramo.

Consegui passar incólume pela faculdade sem receber trote apesar de uma tentativa frustrada quando estava no 2° período e os veteranos quase foram linchados.

Mas o pior trote é o político, onde poucas pessoas conseguem aplicá-lo em um mundaréu de gente. Vendo o desenrolar da CPI e das sessões do "conselho de ética hipotética" não pude deixar de pensar nisso ao ver o José Dirceu e seus comparsas justificando e negando o rolo em que se meteram. Um trote em mais de 53 milhões de pessoas. Só nos resta aos demais não eleitores do PT levantar aquela plaquinha:

"Eu já sabia!!"

quarta-feira, agosto 03, 2005


Refletindo, nessa manhã nevoenta e úmida, sobre o que foi o depoimento do José Dirceu na comissão de ética da câmara (o que pra mim este tipo de comissão existir onde existe ainda parece um contra-senso) percebi que ele é o pior tipo de gente que podemos encontrar e manter "relações". Foi covarde ao tentar se desvincular das tratativas escusas da executiva do PT. Como é que ele, sendo um dos "homens" fortes do partido, não iria saber das maracutais de seus pares? Então se o Lula não sabia e o José Dirceu também não, quem será o terceiro pateta?

E foi mais covarde ainda ao dizer que, se ele cometeu algum ilícito, o cometeu enquanto ministro e não como deputado, o que desmontaria a estratégia de puní-lo via comissão de ética. Mas um deputado licenciado é inimputável? Se como servidor público do alto escalão ele cometeu um crime não deveria ter cassado seus direitos políticos?

Em tempo: Ele afirmou durante sua defesa que não houveram modificações significantes no segundo escalão. Pode até ser verdade. Mas tenho certeza que no terceiro houveram e muitas modificações. E esse terceiro escalão é que dá a sustentação para o resto. Posted by Picasa

Acompanhei aos pedaços o depoimento do José Dirceu ao conselho de ética (o que já é uma incongruência em se tratando do congresso nacional). Tenho que tirar o chapéu. O cara é o mestre do "negar até a morte".

Ele dizer que não é arrogante é até piada. Só olhar a cara dele durante o depoimento. Quero ver essa empáfia na CPI. E o que era aquela gravata rosa do Roberto Jefferson. To começando a achar que por trás desse rolo todo tem mais do que dinheiro. Não parecia briga de namorados?

Aliás, o que um deputado acusado de desvio de dinheiro público, corrupção e afins estava fazendo no conselho de ética como inquisidor?

E pode até ser que a tal viagem à Portugal não tenha sido autorizada por ele. Afinal, como lembrou minha amiga Elaine, ele esteve conversando com a Portugal Telecom (e outras empresas portuguesas por sinal) e poderia ter tratado do assunto "grana" sozinho mesmo.

Em resumo, não é nada, não é nada, não foi nada mesmo

segunda-feira, agosto 01, 2005

Aproveitando a deixa que rolou a primeira cabeça, em nosso augusto congresso nacional, poderíamos adotar o método francês do século XVIII, a guilhotina, que por irônico que pareça, derivou do projeto de um médico humanitário, o doutor Guilliotin, que enviou a recomendação da sua fabricação à Assembléia Nacional Francesa em 1789. Menos de três anos depois, uma máquina de matar em massa começou a ceifar vidas durante a revolução numa rotina que parecia não ter mais fim. Pena que teve.

Indignatus também é cultura...

Estou lendo na Folha on line uma dica da consultora em língua portuguesa, Thaís Nicoleti de Camargo. Discorre sobre qual a forma correta de escrevermos tomar empréstimo junto ao banco no caso o que a DNA pegou no Banco Rural. O correto é:

Segundo reportagem do jornal "O Globo", a DNA Propaganda tomou ao Banco Rural um empréstimo de R$ 11,7 milhões em agosto de 1998.

OU

Segundo reportagem do jornal "O Globo", a DNA Propaganda tomou do Banco Rural um empréstimo de R$ 11,7 milhões em agosto de 1998.

Não interessa a correição da língua. O importante é que um ladrão descarado conseguiu levantar uma baba em um banco privado. E eu não consigo nem um mísero real de linha de crédito.

O presidente do PL renunciou, espertamente, para não ser cassado. A ex-mulher detonou o cara. Ainda vou entender essa mania que ladrão safado tem de contar tudo pra mulher, secretária, amante e afins e depois, quando se tornam ex, contarem tudo. Ele assumiu que recebeu dinheiro do PT mas não era mensalão. Como está assumindo total responsabilidade entendo que ele embolsou a grana toda do esquema e que, quando estourou o escândalo, os outros parlamentares do PL foram atrás.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics