quinta-feira, dezembro 22, 2005

Erro de tradução teria permitido o uso de cobaias humanas em uma pesquisa sobre a malária, na comunidade de São Raimundo do Pirativa, no Amapá. Na tradução do documento enviado pela Universidade da Flórida, que desenvolve a pesquisa, foi omitido o trecho que informava que os voluntários teriam que alimentar o mosquito transmissor com o próprio sangue. Interessante notar que no documento assinado pelas "cobaias" o trecho estava lá.

Sei, "erro de tradução". Mas peraí, Amapá não é o domicílio eleitoral do Sarney? Ele não é aliadíssimo do seu presidente Lula? Será que o PT não provocou este erro, para assim conseguir o mérito pela descoberta da vacina contra malária, mal que assola grande parte dos países pobres? Daí o Lula ganharia o prêmio Nobel de medicina e da paz em 2006 e com certeza seria re-eleito (que Deus nos livre desta desgraça). Faz sentido.

De qualquer forma, essa é mais uma das sacanagens que fazem lá por aquelas bandas. Se não bastasse estrangeiros estarem dominando as reservas minerais e fluviais. Espero que alguém processe esses pesquisadores imorais.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics