sábado, novembro 26, 2005


Bola na trave não altera o placar
Bola na área sem ninguém pra cabecear
Bola na rede pra fazer o gol
Quem não sonhou
Em ser um jogador de futebol?

A bandeira no estádio é um estandarte
A flâmula pendurada na parede do quarto
O distintivo na camisa do uniforme
Que coisa linda é uma partida de futebol

(copyright Skank - É uma partida de futebol)

Sou do tipo de pessoa que não tem um time do "coração" (apesar de ter antipatia visceral por alguns), nem fanático mas que gosta de ver jogo bem jogado, daqueles que só começa a acompanhar campeonato quando os jogos são de vida ou morte, decisivos enfim. Infelizmente não vi o jogo do Grêmio contra o Náutico. Como tenho amigos gremistas roxo, soube da partida. Com certeza é um dos jogos para entrar na história do futebol mundial. 7 contra 11 e ainda marcarem um gol, defenderem um penalti e serem campeões da segundona é realmente de tirar o chapéu.

Por falar nisso amanhã é a penúltima rodada da séria A, campeonato roubado, com jogos anulados e erros grosseiros da arbitragem (intencionais ou não). A disputa é direta entre Internacional (outro time gaúcho) contra o Corinthias (argh!!). Ao primeiro só ganhar interessa e torcer por um tropeço do segundo. Caso ambos os jogos terminem empatados, a esquadra (tirei do fundo do baú) paulista é campeã por número de vitórias. Caso o time colorado seja campeão da série A, deve ser a primeira vez que dois times do mesmo estado erguem a taça no mesmo ano. Rodada de tirar o fôlego. Para o Figueira, Fluminense e Coritiba, rodada da morte.

Haja coração.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics