terça-feira, novembro 29, 2005

Ontem, por questões de ordem pessoal, passei a tarde em uma clínica. Como não havia nada para ler, além da revista Caras, matei o tempo lendo esse pilar de informação. Algumas coisas interessantes consegui extrair:

1) Descobri que a Débora Secco namora o Marcelo Falcão, e não o Falcão, ídolo da música brega e que vi uma vez em um programa sendo entrevistado em uma casa noturna com duas beldades semi-nuas. Além disso, é figurinha carimbada neste periódico;

2) Claudia Cardinalle, Roman Polanski, Luciano Szafir e Totoia alguma coisa se esbaldaram no Amazon Film Fest (ou algo assim). A primeira, juntamente com Sofia Loren e Brigitte Bardot, foi musa inspiradora da geração masculina da década de 60/70. O segundo, além de diretor renomado, é conhecido pedófilo. O terceiro tem o mérito de ser o único, além do Pelé, que pode dizer que comeu a Xuxa. A última é a famosa quem?.

3) Karina Bacchi, que em uma edição tinha 29 anos e em outra outra 30, estava, no castelo de Caras na França, lançando seu segundo (?) livro (??). Trata-se de uma obra autobiográfica. Pqp. Se bem que se Bruna Surfistinha e Paulo Coelho são considerados escritores de sucesso....;

4) No mesmo castelo de Caras, Ingrid Guimarães vive seus sonhos e fantasias. Fico realmente curioso imaginando que tipo de fantasia uma mulher adulta teria em um castelo, pena que não fotografaram;

5) O estilista Amir Slama recebe VIP's para comemorar seus 40 anos. Entre os convidados estava Ricardinho Mansur. Este é filho de Ricardo Mansur, o caloteiro, escroque e 171 que deixou o Mappin, a Mesbla e o Crefisul na pindaíba, se mandou pra França e não está nem aí. Ah, ele é jogador de Polo. Deve ser uma baita ocupação. O primeiro é o famoso quem?.

6) Mike Tyson deverá retornar ao Brasil em março de 2006. O motivo da visita é a continuidade do processo onde ele agrediu um fotógrafo/cinerafista do canal (censurado) quando ia à casa noturna Bahamas Club. Considerando o naipe da casa noturna, cuidado aos incautos quando avisarem em casa que vão a uma.

7) A quantidade de empresários, que promovem festas de comemoração nababescas, jogando na nossa cara (sem trocadilhos) que o dinheiro que nós pagamos por seus produtos e serviços são pra sustentar delírios, é enorme. Isso demonstra a abissal desigualdade entre trabalhadores (obviamente que não o partido dos trabalhadores) e o empresariado. Não sou nada contra o capitalismo, muito pelo contrário, mas não precisam ser tão selvagens.

Ricardo Rayol Braga, lava, passa, cozinha muito bem, faz supermercado sem reclamar, autor do blog Jus Indignatus, "escritor" da série Juarez o Cabrito Montês, lutador de jiu-jitsu, artista consagrado, já que passa o tempo praticando equilibrismo orçamentário, e com tantos predicados não entende como nunca foi convidado para a ilha ou castelo de Caras. (Deve ser perseguição política).

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics