quinta-feira, outubro 20, 2005

Depois do Rogério "imexível" Magri do governo Collor temos agora o Luis " minha educação me impede de postar um apelido à altura" Marinho, também da CUT e também ministro do trabalho. Quando na CUT ele foi à Alemanha, às expensas da Volks alemã, e ainda participou de uma orgia, patrocinada por um de seus diretores, e que agora está dando (no bom sentido de dentro para fora) o maior rolo por lá. Se na época do Collor o ministro foi fritado por causa do escândalo das bicicletas (e envolvendo meros $ 30 mil patacas), imagina o que deve dar agora o envolvimento do atual ministro numa suruba.

Nada, lógico.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics