terça-feira, setembro 27, 2005

Apesar do título libertino é um caso sério. Nessa sexta feira termina o prazo para que os deputados e senadores eleitos mudem de partido. Mais uma bizarrice da política tupiniquim. Isso é o que possibilita legendas nanicas engordarem seus quadros com promessas milionárias a políticos bons de voto mas fracos de ética, como as que estouraram com o escândalo do mensalão.

A coisa é tão estranha que, por conta do flagrante dado no bispo-deputado do PFL, expulso, a "Igreja Evangélica" mandou seus representantes pularem fora. Foi o partido com maior queda de quadros desde de 2003, mais ou menos 30 deputados se mandaram.

Vamos ver como fica.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics