quinta-feira, setembro 08, 2005

Li agora no Globo on line que Celso Amorim, chanceler brasileiro, ofereceu água e leite em pó para ajudar as vítimas do furacão Katrina. Pela experiência que tive, durante minha tentaiva vã de ajudar as vítimas do tsunami na Ásia, duvido que algo se concretize. Mas com duas observações:

1) Se a ajuda não sair do papel, o que é mais provável, confirma minha opinião, de que esse papo de ajudar os outros pregado pelo (des)governo Lula, é papo para boi dormir.

2) Se a ajuda sair vão ser puxa-sacos assim lá em Brasília.

Sério mesmo, se isso sair vou correr atrás para arrumar uma forma de exigir que, as toneladas de doações que foram levantadas no começo do ano, sejam enviadas para a Ásia.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics