quinta-feira, setembro 15, 2005

Finalmente cassaram o Roberto Jefferson. Antes de ser uma vitória da ética (o que não é) é uma vitória do bom senso. Seria impossível, para o congresso, representar o povo brasileiro se um cara, que confessou que recebeu R$ 4 milhões de caixa 2, não fosse defenestrado.

Mas o que me chamou a atenção foi o voto ser secreto, em papel e ainda terem votado em branco (5 votos), se absterem (13 votos) e nulos (2 votos). Deveria ser proibido esse tipo de posição. O que será que esses energúmeros quiseram dizer votando desta forma?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics