quinta-feira, agosto 04, 2005

De acordo com o Aurélio significa:

  1. Zombaria a que veteranos das escolas sujeitam os calouros; vaia, flauteio.
  2. Zombaria, intriga, indiscrição, em geral feita por telefone.
  3. Caçoada, zombaria, troça.
Quem nunca foi moleque que atire a primeira pedra. Quando era guri pequeno lá pelos idos de 1960, a diversão, quando não tinhamos nada melhor para fazer, era pegar o telefone, e escolhendo um número da lista, ligar com alguma brincadeira engatilhada. A minha preferida era a do açougue:

-"Alô. É do açougue?"
-"Não."
-"Mas como não? Eu acabei de ver uma vaca pendurada na janela?"

E desligávamos às gargalhadas. Hoje em dia com centrais digitais e binas é quase impossível sair ileso. E para quem não sabe os call centers que funcionam 24 horas tem sua cota de trotes, dos mais diversos, tarados e afins fazem a festa restando aos pobres atendentes apenas a esperança que o sujeito canse logo. (no meu ponto de vista isento é uma doce vingança pelo assédio que cometem com a gente...)

Com o passar do tempo deixei essa prática de lado. Mas tive contato com trotes mais refinados. Um clássico é a do advogado que liga para a antiga Telerj, hoje Telemar Rio, para pedir um reparo no telefone e caiu, obviamente sem saber, na mesa de operações de um banco de investimentos. Como toda ligação era gravada tive o prazer de ouvir, quase em primeira mão e ainda em fita K7, a zoação com o coitado. A frase "Você tem uma voz estranha, você é viado" ficou antológica. Vou preservar os nomes dos envolvidos (do advogado e do banco) mas atualmente esta gravação foi digitalizada e está disponível nos melhores sites do ramo.

Consegui passar incólume pela faculdade sem receber trote apesar de uma tentativa frustrada quando estava no 2° período e os veteranos quase foram linchados.

Mas o pior trote é o político, onde poucas pessoas conseguem aplicá-lo em um mundaréu de gente. Vendo o desenrolar da CPI e das sessões do "conselho de ética hipotética" não pude deixar de pensar nisso ao ver o José Dirceu e seus comparsas justificando e negando o rolo em que se meteram. Um trote em mais de 53 milhões de pessoas. Só nos resta aos demais não eleitores do PT levantar aquela plaquinha:

"Eu já sabia!!"

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics