quarta-feira, agosto 03, 2005

Acompanhei aos pedaços o depoimento do José Dirceu ao conselho de ética (o que já é uma incongruência em se tratando do congresso nacional). Tenho que tirar o chapéu. O cara é o mestre do "negar até a morte".

Ele dizer que não é arrogante é até piada. Só olhar a cara dele durante o depoimento. Quero ver essa empáfia na CPI. E o que era aquela gravata rosa do Roberto Jefferson. To começando a achar que por trás desse rolo todo tem mais do que dinheiro. Não parecia briga de namorados?

Aliás, o que um deputado acusado de desvio de dinheiro público, corrupção e afins estava fazendo no conselho de ética como inquisidor?

E pode até ser que a tal viagem à Portugal não tenha sido autorizada por ele. Afinal, como lembrou minha amiga Elaine, ele esteve conversando com a Portugal Telecom (e outras empresas portuguesas por sinal) e poderia ter tratado do assunto "grana" sozinho mesmo.

Em resumo, não é nada, não é nada, não foi nada mesmo

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics