quarta-feira, agosto 03, 2005


Refletindo, nessa manhã nevoenta e úmida, sobre o que foi o depoimento do José Dirceu na comissão de ética da câmara (o que pra mim este tipo de comissão existir onde existe ainda parece um contra-senso) percebi que ele é o pior tipo de gente que podemos encontrar e manter "relações". Foi covarde ao tentar se desvincular das tratativas escusas da executiva do PT. Como é que ele, sendo um dos "homens" fortes do partido, não iria saber das maracutais de seus pares? Então se o Lula não sabia e o José Dirceu também não, quem será o terceiro pateta?

E foi mais covarde ainda ao dizer que, se ele cometeu algum ilícito, o cometeu enquanto ministro e não como deputado, o que desmontaria a estratégia de puní-lo via comissão de ética. Mas um deputado licenciado é inimputável? Se como servidor público do alto escalão ele cometeu um crime não deveria ter cassado seus direitos políticos?

Em tempo: Ele afirmou durante sua defesa que não houveram modificações significantes no segundo escalão. Pode até ser verdade. Mas tenho certeza que no terceiro houveram e muitas modificações. E esse terceiro escalão é que dá a sustentação para o resto. Posted by Picasa

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics