segunda-feira, agosto 15, 2005

O BB vai fazer uma "devassa" nas suas contas do marketing, além das operações envolvendo a Cobra Tecnologia e o Banco Popular. No caso da Cobra, com a mudança de governo, para o PT, houveram mudanças relevantes no organograma da empresa. Não entro no mérito se houve manobras escusas mas, com certeza, deslocaram uma quantidade enorme de pessoas para lá, nem sempre capacitadas, que de outra forma não encontrariam espaço em outras áreas do Banco e do governo. O caso do Banco Popular é mais grave. Gastarem uma fábula para divulgar um banco cujo público-alvo são pessoas de baixa renda é risível. E suspeito. Fora a manobra de colocarem os clientes de uma rede varejista como ativo.

Essa é uma das coisas mais doidas que existe no Brasil. Governo ter banco. E não me venham dizer que não rola favorecimento que rola sim. Se tem gente criativa é financista e com certeza sempre arrumam um jeitinho de burlar as normas.

Eu estou achando esse post com um tom muito sério mas vai assim mesmo.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics