quarta-feira, julho 27, 2005

500 milhões de reais. É o que está por trás (sem duplo sentido) do caso da cueca. O valor apreendido é 0,1% do valor da licitação que seria supostamente a fonte da propina. Sei não, vá lá que o PT ainda é um aprendiz de feiticeiro na arte de desviar dinheiro público, mas 0,1% de "bola" é ser muito burro. Ou então a teoria que o cara com o dinheiro na cueca era realmente boi de piranha e que a grana grossa passou.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics