quinta-feira, junho 09, 2005

Berlim espera que 40 mil prostitutas de todo o país e do exterior cheguem à cidade para oferecer seus serviços a uma clientela ''excitada'' pela cerveja e pelo entusiasmo das arquibancadas durante a Copa de 2006, segundo a edição desta quinta-feira do jornal Berliner Kurier. (comentário: bebida demais broxa e ficar excitado vendo 22 caras atrás de uma bola é bem, meio esquisito, no mínimo)

''O Mundial oferece desde já excelentes oportunidades de negócio. Vamos fazer bons negócios'', afirmou Katharina Cetin, da organização de assessoria de prostitutas Hydra, citada pelo jornal.

O jornal afirma que outras cidades alemãs como Colônia e Dortmund, que receberão alguns jogos do Mundial, planejam a instalação de "casinhas" nas ruas para que as prostitutas ofereçam seus serviços aos clientes dentro delas. Segundo o jornal, as casinhas estão sendo testadas há três anos em (....) Queremos distribuir cem mil preservativos nos arredores do Estádio Olímpico para os potenciais clientes. "Se encontrarmos patrocinadores, a distribuição será gratuita" (....)

Excelentes notícias para os bravos empreendedores alemães .. Mas por que algum empreendedor brasileiro não se habilita? Aliás, a idéia da casinha também é boa. E imagina se não vão colocar propaganda nas paredes....

Saiu no Folha Online de 08/06/2005 (contribuição do meu amigo Everson Feuser)

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics